O que aconteceu com aquela companhia?

João Coscelli

Você pode ler 5 matérias grátis no mês

ou Assinar primeiros 03
meses grátis

Você pode ler 5 matérias grátis no mês

ou Assinar primeiros 03
meses grátis

Restam 4 de 5 matérias gratuitas no mês

ou Assinar primeiros 03
meses grátis

Essa é sua última matéria grátis do mês

ou Assinar primeiros 03
meses grátis

A tal falência da Atari americana noticiada nesta semana provocou comoção em todo lugar, com as pessoas acreditando que era o fim de uma das empresas que colocaram as pedras fundamentais da indústria dos games. A companhia na verdade não deixará de existir, e sim tentará seguir rumo próprio depois de ser adquirida e vendida várias vezes.

Mas e as demais produtoras que fizeram pérolas do passado? Como estão? Foram vendidas, continuam na ativa ou desapareceram do mapa dos games para sempre? O Modo Arcade deu uma olhada na situação de alguns estúdios e publishers para revelar como as coisas andam. Veja a lista abaixo:

Atari O que fez: jogos para arcade e consoles O que aconteceu: entre fusões, aquisições e vendas, a empresa acabou nas mãos da Infogrames, que se aproveitou da marca e do nome dos veteranos dos games e se rebatizou como Atari. O que a subsidiária americana quer com a falência é se desvincular da francesa Infogrames, que não dá lucro há um bom tempo.

Acclaim O que fez: jogos de luta livre, Shadowman, Turok O que aconteceu: faliu em setembro de 2004. Sua propriedade intelectual foi comprada por diversas outras produtoras e publishers, incluindo THQ e EA

Midway O que fez: Mortal Kombat, NBA Jam, Rampage, Cruis’n O que aconteceu: produziu títulos de Mortal Kombat até 2009, quando vendeu os direitos da série para a Warner Bros Interactive. Seus estúdios e propriedades intelectuais foram adquiridos por várias empresas. Atualmente, o processo de sua falência tramita nas cortes americanas

Sega O que fez: Sonic, Altered Beast, Golden Axe, Master System, Mega Drive O que aconteceu: deixou o mercado de consoles em janeiro de 2001 ao descontinuar o Dreamcast e desde então manteve o foco nos softwares, produzindo jogos para as demais plataformas – inclusive para a eterna rival Nintendo. Aos poucos, foi restabelecendo sua influência e crescendo. No Japão, ainda é gigante também devido à presença em fliperamas

Hudson Soft O que fez: Bomberman, Adventure Island O que aconteceu: sempre trabalhou em conjunto com a Konami, que comprou a maior parte das ações Hudson quando esta se viu em crise em 2001. Posteriormente, em 2005, a Konami se tornou detentora de mais da metade das ações da Hudson até que, em março de 2012, foi completamente incorporada

Blizzard Entertainment O que fez: The Lost Vikings, Rock’n’Roll Racing O que aconteceu: a empresa passou na mão de várias companhias até que, em 1998, passou a fazer parte da Vivendi. Dez anos depois, esta se fundiu com a Activision e deu origem à Activision Blizzard, atualmente na ativa. A produtora ainda atua sob o Blizzard (o original era Silicon & Synapse)

Neversoft O que fez: Guitar Hero, Tony Hawk’s Pro Skater O que aconteceu: estava mal das pernas, até que desenvolveu a pérola Tony Hawk’s Pro Skater e conquistou a Activision, que comprou o estúdio e colocou projetos como Guitar Hero em suas mãos

Rare O que fez: Donkey Kong Country, Goldeneye 64, Perfect Dark, Battletoads O que aconteceu: depois da duradoura e bem-sucedida parceria com a Nintendo, a empresa foi comprada pela Microsoft e passou a desenvolver exclusivamente para plataformas da gigante da comunicação

LucasArts O que fez: Full Throttle, Monkey Island, jogos de Star Wars, Outlaws O que aconteceu: fez muito sucesso na década de 90, mas concentrou os esforços no desenvolvimento de games da série Star Wars. Atualmente está sob comando da Disney, já que a Lucas Films foi vendida em outubro de 2012

THQ O que fez: Darksiders, jogos de luta livre e de filmes da Pixar O que aconteceu: vendeu os direitos que tinha sobre algumas franquias a outras empresas e faliu em dezembro de 2012

Infogrames O que fez: Alone in the Dark, RollerCoaster Tycoon O que aconteceu: adquiriu uma série de empresas durante sua trajetória, até que, após comprar boa parte da Atari, adotou o nome da empresa veterana. Atua como Atari, S.A. desde julho de 2009

Taito O que fez: Space Invaders O que aconteceu: foi adquirida pela Square Enix em 2005 e atua como subsidiária da companhia

Eidos O que fez: Tomb Raider, Hitman O que aconteceu: foi comprada pela SCi Entertainment em 2005, mas a empresa perdeu muito dinheiro e adotou o nome Eidos a partir de 2008. Poucos meses depois, já no ano seguinte, foi adquirida pela Square Enix.

Tecmo O que fez: Ninja Gaiden, Dead or Alive O que aconteceu: fundiu-se com a Koei e continua na ativa, como subsidiária da Tecmo Koei

Sierra O que fez: Hunter Hunted, Leisure Suit Larry, Ultima, Geometry Wars O que aconteceu: a empresa pertencia à Vivendi, que posteriormente foi incorporada pela Activision

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

Siga o Estadão