Atualizamos nossa política de cookies

Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.

Microsoft compra Activision Blizzard por US$ 68,7 bi em maior negócio do setor de tecnologia

Com a aquisição, a Microsoft pretende acelerar o crescimento da sua divisão de games em dispositivos móveis, computadores, consoles e nuvem

Bruno Romani e Giovanna Wolf - O Estado de S. Paulo

A Microsoft espera se tornar a terceira maior companhia de games do mundo, atrás apenas da Tencent e da Sony Foto: Lucy Nicholson/Reuters - 14/06/2016

A Microsoft anunciou nesta terça-feira, 18, a compra da empresa de videogames Activision Blizzard, em um acordo de US$ 68,7 bilhões – é o maior negócio do setor de tecnologia na história, superando a compra da EMC pela Dell em 2015 por US$ 67 bilhões. Com a aquisição, a Microsoft pretende acelerar o crescimento da sua divisão de games em dispositivos móveis, computadores, consoles e nuvem, tornando-se a terceira maior companhia do setor do mundo, atrás apenas da Tencent e da Sony.

A Activision Blizzard é conhecida por jogos populares nos consoles, como "Call of Duty" e "Tony Hawk's Pro Skater", e nos celulares, como "Candy Crush". A empresa esteve envolvida nos últimos meses em uma crise interna após virem à tona relatos de má conduta sexual e assédio entre os executivos da companhia. Nesta segunda-feira, 17, a Activision Blizzard disse que demitiu dezenas de funcionários depois de conduzir uma investigação. Mesmo após os escândalos de assédio sexual e uma pressão intensa por sua renúncia, Bobby Kotick continuará como presidente executivo da Activision Blizzard.

Continua após a publicidade

Comprando a empresa de games, a Microsoft pretende adicionar jogos da Activision Blizzard ao serviço Xbox Game Pass, que funciona como uma “Netflix de games” – a plataforma tem hoje 25 milhões de assinantes. 

A Microsoft ganhará quase 400 milhões de usuários mensais de jogos da Activision. Do outro lado, a companhia de games passa a ter acesso a infraestrutura de uma empresa com vasta experiência em inteligência artificial e programação.

“Os jogos são a categoria mais dinâmica e empolgante de entretenimento em todas as plataformas hoje e vão desempenha um papel fundamental no desenvolvimento de plataformas de metaverso”, disse o presidente da Microsoft, Satya Nadella, em comunicado nesta terça. 

A visão do executivo é compartilhada pelo mercado. Dan Ives, analista da consultoria americana Wedbush Securities, diz: "A compra da Activision vai ajudar a Microsoft a dar início a uma estratégia de games mais ampla e a sua entrada no metaverso, com jogos sendo a primeira peça de monetização", escreveu ele.   

Cheque alto

Compra da Activision Blizzard supera o valor somado das dez maiores aquisições anteriormente feitas pela Microsoft

Nota: *Valores nominais

Fonte: CB Insights

O movimento também deve esquentar a disputa da Microsoft com a Sony, dona do PlayStation. Uma das questões que ainda devem ser respondidas é se os jogos da Activision Blizzard continuarão disponíveis para o console rival, ou se a Microsoft fará um movimento para tornar os títulos exclusivos para Xbox. Os jogos exclusivos são um dos pilares das estratégias das gigantes para atrair jogadores para os seus ecossistemas.  

Nos últimos anos, apesar de manter o Xbox, Microsoft esteve focada principalmente em softwares corporativos como o Office 365 e o serviço de computação em nuvem Azure, que compete com o Amazon Web Services.

Após a divulgação da notícia nesta terça-feira, as ações da Activision Blizzard operavam em alta de aproximadamente 30% na Nasdaq. Os papéis da Microsoft se mantiveram estáveis. 

Outro patamar

A transação, porém, ainda está sujeita a aprovações regulatórias e debates sobre monopolólios e consolidação de mercado já começam a surgir. É esperado que a aquisição seja concluída em 2023. 

A Microsoft tem apostado em aquisições para avançar na área de games nos últimos anos. Em 2014, a empresa comprou a Mojang, desenvolvedora do Minecraft, por US$ 2,5 bilhões. No ano passado, fechou a aquisição da empresa de jogos Bethesda, em um acordo de US$ 7,5 bilhões. O próprio setor de games anda em ebulição. Na semana passada, a Take-Two Interactive, desenvolvedora do game GTA, anunciou a compra da empresa Zynga, que criou o jogo FarmVille, em um acordo de US$ 11,04 bilhões.

O novo negócio da Microsoft, porém, está em outro patamar. Até então, a maior aquisição da história da empresa havia sido a compra da rede social corporativa LinkedIn – o negócio de US$ $26,2 bilhões foi fechado em 2016. O acordo pelo Skype, em 2011, envolveu US$ 8,5 bilhões. A compra da Activision Blizzard terá valor mais alto do que os 10 maiores negócios da Microsoft somados, que valem juntos US$ 63,3 bilhões. 

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

Microsoft compra Activision Blizzard por US$ 68,7 bi em maior negócio do setor de tecnologia

Com a aquisição, a Microsoft pretende acelerar o crescimento da sua divisão de games em dispositivos móveis, computadores, consoles e nuvem

Bruno Romani e Giovanna Wolf - O Estado de S. Paulo

A Microsoft espera se tornar a terceira maior companhia de games do mundo, atrás apenas da Tencent e da Sony Foto: Lucy Nicholson/Reuters - 14/06/2016

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato