Atualizamos nossa política de cookies

Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.

iFood e Tembici vão oferecer bicicletas elétricas para entregador

Os entregadores poderão utilizar as bicicletas elétricas por meio de uma assinatura semanal de R$ 10; novidade não chega para todos os entregadores do app em primeiro momento

Redação Link - O Estado de S. Paulo

As bikes utilizadas no programa podem chegar a 25 km/h, com bateria com autonomia de 60km e são da Tembici Foto: Midori de Lucca/iFood

O iFood anuncia nesta quinta-feira, 1º de outubro, uma parceria com a Tembici, startup de micromobilidade, para oferecer aos seus entregadores bicicletas elétricas como meio de transporte para o trabalho no app. Batizado de iFood Pedal, o programa contempla as bicicletas para os entregadores, um ponto de apoio e um curso online de conscientização, promovido pela Aromeiazero. Para utilizar os veículos, os entregadores vão pagar uma assinatura de R$ 10 por semana. 

Segundo Roberto Gandolfo, vice-presidente de Logística do iFood, a iniciativa visa oferecer uma outra forma de locomoção aos entregadores que utilizam bicicleta — uma forma de facilitar o trabalho, com os veículos elétricos. As bikes utilizadas no programa podem chegar a 25 km/h, com bateria com autonomia de 60km e serão oferecidas pela Tembici, empresa que em junho deste ano recebeu um aporte no valor de US$ 47 milhões, liderada pelos fundos Valor Capital e Redpoint eventures. 

Continua após a publicidade

“Faz parte do nosso dia a dia exercer a escuta ativa, trazer parceiros com grande expertise e, assim, criar soluções efetivas para os entregadores de bike. Depois de pouco mais de um ano de pesquisas, análises e entendimento de como aperfeiçoar a jornada na plataforma, foi possível implementar um projeto que vai incentivar o uso de um modal seguro e eficiente, trazendo melhoria para o dia a dia dos entregadores que utilizam bike”, diz Gandolfo.

O meio de transporte elétrico, porém, não vai estar disponível para todos os entregadores no primeiro momento. A empresa afirmou que a iniciativa ainda é um teste e que somente alguns parceiros vão ter a possibilidade de aderir ao plano iFood Pedal nos primeiros meses. A previsão é que até o final do ano sejam 500 bicicletas elétricas rodando pelas ruas de São Paulo.

Para utilizar a bicicleta, os entregadores precisaram aderir a uma assinatura semanal, de R$ 10, que deve ser acessada no próprio aplicativo do iFood, na aba "iFood Pedal" e pago, inicialmente, pelo cartão de crédito — a empresa quer adicionar outros métodos de pagamento nos próximos meses. Os veículos vão estar disponíveis no ponto de apoio, localizado em Pinheiros, e a retirada e entrega das bikes podem ser feitas das 10h às 23h. No ponto de apoio, kits de higienização também serão distribuídos para os parceiros, como medida de prevenção à covid-19, além de máscaras e capacetes. 

Em conjunto com a ação das bicicletas elétricas, o iFood também vai promover uma parceria com o Bike Sampa. No plano iFood Pedal, os entregadores também poderão utilizar o serviço de compartilhamento de bicicletas sem cobrança adicional em duas viagens de 4 horas cada por dia — após esse período, cada hora extra custará R$ 5.

“Há tempos identificamos a necessidade de desenvolver um projeto como esse. Vimos este público crescer rapidamente na nossa base de clientes e era preciso criar algo que realmente atendesse as necessidades dos entregadores ciclistas, até que encontramos no iFood a vontade de fomentar o delivery por bicicleta. Um projeto com tantas entregas para este público é pioneiro no mundo e estamos muito felizes em fazer parte disso”, diz Tomás Martins, presidente executivo e cofundador da Tembici. 

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

iFood e Tembici vão oferecer bicicletas elétricas para entregador

Os entregadores poderão utilizar as bicicletas elétricas por meio de uma assinatura semanal de R$ 10; novidade não chega para todos os entregadores do app em primeiro momento

Redação Link - O Estado de S. Paulo

As bikes utilizadas no programa podem chegar a 25 km/h, com bateria com autonomia de 60km e são da Tembici Foto: Midori de Lucca/iFood

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato