Atualizamos nossa política de cookies

Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.

Fintech Creditas capta R$27 milhões em CRI

Empresa de empréstimos aumentou sua capacidade de obtenção de recursos; em 2018, empresa levantou cerca de R$ 300 milhões no mercado

Agências - Reuters

A fintech de empréstimos com garantia Creditas anunciou nesta terça-feira, 15, que concluiu de sua primeira emissão de Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI) no varejo lastreado em créditos com garantia imobiliária, no valor de R$ 27 milhões. 

A operação permite à Creditas diversificar suas fontes de financiamento. A operação, que teve a XP Investimentos como coordenador-líder, foi distribuída a 65 investidores qualificados e institucionais. O CRI é composto por 182 créditos e tem prazo de 15 anos.

Continua após a publicidade

Furio planeja contratar 80 pessoas até o fim do ano Foto: AMANDA PEROBELLI/ESTADÃO

Em julho passado, a Creditas, que opera crédito a tomadores que oferecem imóveis e automóveis como garantia, já tinha emitido um primeiro CRI, mas numa oferta restrita, pagando aos investidores 8,5% ao ano mais inflação. Agora com uma emissão mais pulverizada, a Creditas conseguiu emitir com um custo menor, de 7,4% mais inflação.

“A redução no custo da captação de recursos permite viabilizar operações que, de outra forma, não seriam possíveis”, disse à Reuters o fundador e presidente da Creditas, Sergio Furio.

Entre CRIs e outros instrumentos de captação, como FDICs, a Creditas levantou cerca de R$ 300 milhões no ano passado. Para 2019, a expectativa de Furio é dobrar esse número, sendo até um quarto disso em CRIs. “Vamos ser emissores recorrentes no mercado”, disse Furio.

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

Fintech Creditas capta R$27 milhões em CRI

Empresa de empréstimos aumentou sua capacidade de obtenção de recursos; em 2018, empresa levantou cerca de R$ 300 milhões no mercado

Agências - Reuters

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato