Startup mineira Hotmart lança programa de doações em evento

Anúncio foi feito durante o Fire Festival, congresso da startup que reúne 2,4 mil pessoas em Belo Horizonte até o sábado, 29

Leonardo Augusto, especial para o Estado, de Belo Horizonte - O Estado de S. Paulo

Você pode ler 5 matérias grátis no mês

ou Assinar por R$ 0,99

Você pode ler 5 matérias grátis no mês

ou Assinar por R$ 0,99

Você leu 4 de 5 matérias gratuitas do mês

ou Assinar por R$ 0,99

Essa é sua última matéria grátis do mês

ou Assinar por R$ 0,99

A startup mineira Hotmart lançou nesta quinta-feira, 27, em Belo Horizonte, um novo sistema para doação de recursos para investimentos em regiões carentes a partir de sua plataforma. Chamado de Um Por Cento, o sistema permitirá que os donos de conteúdo escolham para que instituição desejam doar 1% do valor que recebem por produtos e serviços hospedados na plataforma da empresa, como e-books, cursos online e podcasts especiais. 

"Você vai chegar no Hotmart, em qualquer produto seu e vai marcar uma caixinha naquele produto”, explicou o presidente executivo da Hotmart, João Pedro Resende. “Quando você marcar essa caixinha, vai poder escolher qual instituição vai receber um por cento daquele valor que você vendeu.” Existe ainda a possibilidade de o doador aumentar o percentual de doação, caso queira. 

João Pedro Resende é presidente executivo da Hotmart Foto: Leonardo Augusto/Estadão

O lançamento aconteceu durante o primeiro dia do Fire Festival, encontro anual de empreendedores digitais que começou nesta quinta-feira e vai até sábado, 29, no Palácio das Artes, na região central da capital mineira. Durante o evento, Resende estimou o possível alcance do programa. “Temos hoje um milhão de usuários. 100 mil produtos. Já processamos R$ 1 bilhão em vendas”, afirmou, durante o evento. Segundo ele, duas instituições já fazem parte do programa, a Amigos do Bem e a Ninho. “Nosso mote é: se você quer crescer, ajude as pessoas a crescer.”

Segundo Resende, os ingressos comprados pelos participantes do Fire, que nesta edição reúne 2,4 mil pessoas em Belo Horizonte, já foram incluídos no Um Por Cento. “Nós trabalhamos com produtores de conteúdo, mas eles é que são os donos dos produtos. O que fizemos foi criar uma forma simples deles contribuírem com instituições de caridade", relatou Resende.

Histórico. Fundada em 2011 em uma sala do bairro de São Pedro, na região central de Belo Horizonte, a Hotmart é uma das principais startups da capital mineira. No bairro que a empresa nasceu, surgiu uma cena empreendedora, o San Pedro Valley. Hoje, o local reúne 300 empresas de tecnologia. Em seu discurso, Resende ressaltou que o setor marcará cada vez mais espaço na economia do Estado. "Hoje [o foco] é tirar ferro do chão, mas minério não é ad aeternum [eterno]", disse, em palestra de abertura do Fire Festival.

Hoje com 300 funcionários, a Hotmart também mantém negócios na Espanha, Colômbia e, até o final do ano, entrará no mercado mexicano. Para Resende, há um mundo de negócios a serem descobertos na internet – ele destacou possibilidades no Instagram e no YouTube, bem como no setor de educação à distância. Mas fez a ressalva para os empreendedores de primeira viagem. “Não se deslumbrem. Tem quem lance produto, no mês seguinte compra uma BMW, vai para Cancun, e depois não tem dinheiro para pagar funcionários e investir no próximo produto. Nesse setor, acontecem coisas surreais.” 

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato